A origem secreta de Nick Fury

Atenção: Obviamente, esta matéria está cheia de SPOILERS.

Nick Fury foi criado por Stan Lee e Jack Kirby como um personagem da Segunda Guerra Mundial para a revista Sgt. Fury. Em 1965, Lee e Kirby atualizaram o personagem e o colocaram no presente, como diretor da S.H.I.E.L.D.

Em 2008, quando o primeiro filme do Homem de Ferro foi lançado, uma cena pós-crédito deu o pontapé inicial para um dos grandes sucessos atuais do cinema. Tony Stark foi visitado pelo então diretor da S.H.I.E.L.D., Nick Fury (Samuel L. Jackson), que disse a Stark não ele era o único super herói e que gostaria de falar sobre a Iniciativa Vingadores.

Porém, se você não acompanha os quadrinhos do Universo Marvel, saiba que a aparência de Fury desde sua primeira aparição é um tanto diferente dos filmes.

A origem secreta de Nick Fury

Samuel… é você?

Que bruxaria é essa?

Para poder entender o que aconteceu, primeiro você precisa saber um pouco sobre as realidades alternativas da Marvel que causam muita confusão. #SessãodaTarde

As realidades alternativas nos quadrinhos tem como objetivo explorar inúmeras versões das história e personagens, sem alterar o universo padrão, que na Marvel é denominado Terra-616 (A DC também possui diversas realidades alternativas, e o seu padrão é chamado Terra-0). Por exemplo, em Terra-15, Peter Parker é o Aranha, um assassino em massa que se fundiu com o simbionte Carnificina. Como um sociopata que “gostava de ferir as pessoas”, Peter possuía um senso de humor parecido com o de Deadpool. Essas “Terras” estão dentro de um conjunto de universos chamado Multiverso Marvel e costumam se encontrar de vez em quando (mas isso fica para uma próxima matéria).

Uma curiosidade, o Universo Cinematográfico da Marvel é denominado Terra-19999.

Mas porque eu falei das realidades alternativas?

Em 2000, a Marvel lançou o Ultimate Marvel, uma linha de quadrinhos onde diversos personagens foram reimaginados e ganharam versões atualizadas, em uma realidade denominada Terra-1610. Em 2001, Nick Fury faz sua primeira aparição nesta realidade, muito diferente de sua versão original.

Mas quando o personagem reapareceu em 2002 em The Ultimates #1, seu redesign se parecia com o ator Samuel L. Jackson. A similaridade foi notada até na revista, em uma cena em que os Ultimates discutiam quais atores deveriam fazer suas versões em um hipotético filme. A resposta de Fury foi “Senhor Samuel L. Jackson, claro, sem discussão”.

2001... 2002...

2001… 2002…

Detalhe: Após ver o redesign do personagem, Jackson entrou em contato com a Marvel para garantir o papel de Nick Fury nos futuros filmes em que ele apareceria.

Mas, e como ficaria a Terra-616? Um Nick Fury totalmente diferente do apresentado no cinema?

Em 2012, foi lançado Battle Scars (publicado aqui no Brasil em 2013, com o nome Cicatrizes de Batalha). Na época, os editores deixaram os fãs dos quadrinhos curiosos quando anunciaram que a história guardava um grande segredo.

Cicatrizes de Batalha conta a história de Marcus Johnson, um sargento do Exército americano que serve sua pátria no Oriente Médio. Ao receber a notícia que sua mãe foi morta, ele decide voltar para casa. Ao investigar a cena do crime, ele descobre que não foi um simples assalto: as cápsulas eram as mesmas usadas por russos.

Marcus Johnson

Marcus Johnson

E então Johnson é atacado pela máfia russa e por um supervilão, o Treinador. Após ser salvo pela S.H.I.E.L.D. e pelo Capitão América, ele se junta ao seu amigo Cheese e continua a sua investigação para encontrar o assassino de sua mãe e entender porque ele está sendo perseguido. Johnson é atacado por Deadpool, pelo Esquadrão Serpente e novamente pelo Treinador.

Durante a confusão, ele consegue escapar e manter o Treinador como seu prisioneiro. Mas antes de conseguir uma resposta, um homem mascarado o captura. E é aqui que tudo se encaixa. Após lutar contra seu captor, Johnson consegue tirar a máscara dele. O homem se revela como seu pai… Nick Fury!

Pai?

Pai?

Fury conta a Johnson que ele se apaixonou por sua mãe, Nia. Quando soube que seria pai, ele decidiu esconder Nia e Marcus, dando uma nova vida a eles, ficando o mais distante possível para evitar que seus inimigos os encontra-se.

Orion!

Orion!

Orion

Johnson e Fury então são capturados por mercenários e entregues ao grande vilão da história, Victor Uvarov, ou mais conhecido como Orion, líder da Leviathan (o nome não é estranho para quem assistiu a primeira temporada de Agent Carter), uma organização criminosa secreta.

Era uma vez... um olho.

Era uma vez… um olho!

Em custódia de Orion, Johnson tem seu olho esquerdo arrancado (o mesmo de Fury) e após testes fica confirmado que ele possui a Fórmula Infinita, uma droga experimental no Universo Marvel que retarda o processo de envelhecimento e foi usado por Nick Fury e muitos outros, em seu DNA. Orion está em busca dessa fórmula para restaurar seus juventude.

Orion velho... Orion novo...

Orion velho… Orion novo…

Fury consegue ajudar Johnson a escapar. Orion usa Fury para a retirada da Fórmula. A transfusão de sangue drena de Fury o restante da droga que havia em seu sistema. Fury então é torturado e sua mente é invadida por uma telepata, onde eles descobrem todos os segredos da S.H.I.E.L.D.

Johnson retorna para salvar Fury e com ajuda de seu amigo Cheese e dos Vingadores, ele consegue salvar seu pai, e durante a batalha, ele mata Orion e vinga a morte de sua mãe.

"Tudo que eu sou eu devia a ela... Ela era tudo que eu tinha..."

“Tudo que eu sou é por causa dela… Ela era tudo que eu tinha…”

Nick

Após a batalha, Fury conta a seu filho que a Fórmula Infinita se esgotou e que agora ele começará a envelhecer normalmente, mas antes disso ele tem alguns objetivos à cumprir. Ele diz à Marcus que ele pode escolher voltar para a vida dele ou entrar no jogo e ajudar a acabar com as grandes ameaças ao mundo. Johnson e seu amigo Cheese aceitam entrar para a S.H.I.E.L.D. Os dois são apresentados à equipe como Nick Fury Jr. (seu real nome) e Phil Coulson!

O uniforme do Nick lembra alguma coisa? Dica: Começa com 'Capitão América' e termina com 'O Soldado Invernal'.

O uniforme do Nick lembra alguma coisa? Dica: Começa com ‘Capitão América’ e termina com ‘O Soldado Invernal’

Com isso, a Marvel adequou, de certa forma, a realidade padrão do Universo dos quadrinhos (Terra-616) ao cinematográfico (Terra-199999). Será que Samuel L. Jackson, na verdade, não deu vida à Nick Fury Jr.? Não seria demais se isso fosse revelado no cinema?

Jackson ou Hasselhoff?

O primeiro Nick Fury a aparecer nos cinemas não foi Samuel L. Jackson e sim David Hasselhoff, em Nick Fury: Agent of S.H.I.E.L.D. lançado em 1998.

No filme, depois de afastado por cinco anos, o Coronel Nick Fury (Hesselhoff) é chamado de volta à organização secreta SHIELD para deter a nova ameaça representada pela organização terrorista internacional Hidra. O cadáver congelado de seu arqui-inimigo e antigo líder da Hidra, Barão von Strucker, fora resgatado de uma das instalações pelos dois filhos dele, Andrea (Víbora) e Werner, por conter resíduos de um virus mortal criado pelo cientista nazista Arnim Zola. Os irmãos pretendem usar o vírus para matar toda a população de Nova Iorque. Nick Fury e seus agentes de confiança vão até Berlim atrás de Zola, para impedir que ele entre em contato com os irmãos. Mas Víbora prepara uma armadilha para infectar Nick deixando o Coronel só com algumas horas para se salvar e a toda população novaiorquina.

Assista ao trailer:

Um dos pontos altos do filme é o Life-Model Decoy (ou LMD). Um andróide que possui todas as características físicas de seu dono e utilizado por Fury em operações arriscadas. Em Capitão América: O Soldado Invernal, eu bem achei que era um LMD no apartamento do Steve Rogers (e também achei que Coulson era um em Vingadores…).

E quem vocês preferem? Jackson ou Hasselhoff?

Agora, você deve estar se perguntando o que aconteceu Nick Fury (pai). Bem… Eu deixo isso para uma próxima matéria.

Véi...

Véi…

Se inscreva em nosso canal!

Curta nossa fanpage

Últimos Posts
Good Omens | Crítica
  • 29 de novembro de 2019
Ford vs Ferrari | Crítica
  • 28 de novembro de 2019
Capitã Marvel | Crítica
  • 10 de março de 2019
FIFA 19 | Draft FUT Online
  • 30 de novembro de 2018
Red Dead Redemption 2 – O melhor jogo da minha vida
Login
Loading...
Sign Up

New membership are not allowed.

Loading...