Pantera Negra: O que esperar do filme? – PlaystormPlaystorm

Pantera Negra: O que esperar do filme?

Finalmente saiu o trailer do Pantera Negra. Confesso não ser um profundo conhecedor da história do príncipe/rei de Wakanda (país fictício da África), mas o pouco que sei me chamou muita atenção. Um personagem fortíssimo, com um background rico e repleto de influências africanas, algo completamente fora dos padrões. Mas o que podemos esperar do filme? Vamos especular um pouco baseado no que o trailer nos mostra.

Origem do vilão

Logo na primeira cena, podemos ver um interrogatório entre o personagem de Andy Serkis e Martin Freeman (os eternos Gollum e Bilbo de “O Hobbit”). Vale lembrar que o personagem de Andy (Ulysses Klaw) irá se transformar no Garra Sônica, icônico vilão do universo Marvel, principalmente relacionado aos Vingadores. E é durante esse diálogo também que isso fica mais claro. Ele cita que foi o único a conseguir entrar em Wakanda e sair vivo. Wakanda (como já foi dito em Guerra Civil), tem a maior reserva de vibranium do mundo. E é justamente o contato com esse metal que faz com que o personagem se transforme no vilão.

Cronologia

Por alguns pontos do trailer, fica fácil notar que o filme se passa após os acontecimentos de Guerra Civil. T’Challa volta para Wakanda e fica no lugar de seu falecido pai. Porém, parece que alguns não estão satisfeitos com isso, principalmente Erik Killmonger (Michael B. Jordan), famoso rival de T’Challa e potencial segundo vilão do filme. As cenas mostradas parecem ser fora de ordem cronológica, mas creio que T’Challa não se torna automaticamente rei e que Killmonger será julgado e exilado (assim como nos quadrinhos).

Elenco predominantemente negro

Ora, um filme que conta a história de um personagem (mesmo que fictício) africano, tem de ter um elenco recheado de atores negros, correto? E la estão todos eles. Grandes atores, desta e de outra geração, com papéis principais e secundários de extremo destaque. Muita coragem e precisão do diretor (também negro) Ryan Coogler (Creed), que acertou em cheio na escolha do cast. O filme poderia sim contar muito do Pantera em NY, com os Vingadores ou em suas várias viagens pelo mundo em conferências da ONU. Mas não, nitidamente a opção foi em mostrar todas as cores, tribos e povos de Wakanda. Alias, cores essas que saltam aos olhos no figurino, belíssimo no trailer.

E ai? Será que vai ser bom?

Minha expectativa para o filme é altíssima. Gostei demais do que vi no trailer. Trilha sonora sensacional (característica marcante do diretor), figurino impecável, personagem de alto carisma e atores de primeira linha. O Pantera Negra tem tudo para se tornar um grande ícone do universo cinematográfico da Marvel. Agora é esperar 2018 para vermos se as expectativas se cumprem.

Compartilhe!

Jonathan Miranda

Jonathan Miranda

Carioca que não gosta de praia e adora frio. Semi careca, ainda teima em deixar o cabelo comprido. Gamer desde que se considera gente, é cinéfilo e apaixonado por livros. Passando pela crise dos 30 reclamando, como sempre.