Crítica: Perdido em Marte

Perdido em Marte é um filme curioso: O diretor é Ridley Scott, mas não parece. A situação é desastrosa, mas não parece. E, por mais incrível que possa parecer, o Boromir/Ned Stark está no filme e não acontece nada demais com ele.

Esse caldeirão de “contradições” felizmente não estraga a diversão: Perdido em Marte é um espetáculo visual competente, leve e que cumpre o seu papel de divertir com maestria.

No começo do filme, acompanhamos a trajetória de um grupo de astronautas em missão tripulada no planeta vermelho: entre eles, claro, o “astrobotânico” Mark Watney, encarnado por um descolado Matt Damon que, após um terrível contratempo, acaba sozinho e com poucos recursos em solo marciano.

Aí, meu amigo, o jeito é se virar: se no Resgate do Soldado Ryan já tava difícil pra ele, imagina em Marte e, ainda por cima, sozinho.

O que se esperar de uma situação dessas? Bem, eu teria surtado lá pelo segundo dia. Mas o nosso eterno Jason Bourne não cedeu à pressão e, com bastante criatividade, foi resolvendo os desafios, um a um. Esqueça o Matt Damon de Interstellar: Se no filme de Nolan, ele era um perfeito cuz*%*, em Perdido em Marte ele passa o tempo todo fazendo graça da sua própria desgraça, o que garante um tom quase de comédia ao longa.

perdido02

E aí chega a hora do Resgate, mas – ao invés de Tom Hanks, temos o Ned Stark com cabeça encabeçando a empreitada.

Não espere uma ficção científica da densidade de Interstellar. A dramaticidade de Apollo 13. Ou com o suspense de Alien. Perdido em Marte é o típico filme que você já sabe tudo o que vai acontecer. Cheio de reviravoltas mirabolantes e até certo ponto previsíveis. Um Independence Day dirigido por Ridley Scott. Isso é ruim? Não. Com um 3D competente, uma fotografia de encher os olhos e uma leveza incomum nos últimos exemplares do gênero… Perdido em Marte é diversão garantida.

Perdido em Marte (The Martian, 2015)
Direção: Ridley Scott
Elenco: Matt Damon, Jessica Chastain, Kristen Wiig, Jeff Daniels, Michael Peña, Sean Bean, Kate Mara, Sebastian Stan, Askel Hennie, Chiwetel Ejifor, Mackenzie Davis e Donald Glover.

 

 

Se inscreva em nosso canal!

Curta nossa fanpage

Últimos Posts
Good Omens | Crítica
  • 29 de novembro de 2019
Ford vs Ferrari | Crítica
  • 28 de novembro de 2019
Capitã Marvel | Crítica
  • 10 de março de 2019
FIFA 19 | Draft FUT Online
  • 30 de novembro de 2018
Red Dead Redemption 2 – O melhor jogo da minha vida
Login
Loading...
Sign Up

New membership are not allowed.

Loading...