Pitacos #13 – As figurinhas da Copa do Mundo

Vamos combinar: a Copa do Mundo perdeu um pouco o seu glamour. Hoje não vemos mais aquela mobilização para pintar e encher as ruas de bandeirinhas, por exemplo. E mesmo o evento em si não é mais motivo de furor nacional como era nas Copas passadas.

Não quero fazer deste texto um manifesto político contra a Copa do Mundo. Não sei dizer se o interesse caiu à medida que subiu o interesse pelas competições de futebol da Europa (em especial a Liga dos Campeões) ou mesmo devido às constantes decepções que o brasileiro sofre com a cartolagem futebolística. Esse, aliás, é um assunto que o stormer-flamenguista-do-trono-de-ferro, Jonathan Miranda, domina muito melhor do que eu.

O interessante é notar que, apesar dos velhos costumes estarem cada vez mais em desuso (que palavra bonita), o hábito de colecionar figurinhas da Copa do mundo voltou com tudo! Em 2010 a febre atingiu mais de três milhões de brasileiros e, em 2014, parece ter voltado com força total.

figurinhas2

Uma brincadeira para todas as idades

Um dos passatempos preferidos na hora do recreio, pelo menos da criançada que estava na escola nos anos 80 e 90, era “bater figurinha”. A competição consistia no seu bolo contra o bolo de figurinhas do amigo e, quem virasse as figurinhas, ganhava o bolo todo (ou todas as que eram viradas).

Não tenho filhos e não sei se o hábito continua. Talvez hoje a criançada prefira ficar sentada na quadra conversando uns com os outros via  Whatsapp, não sei. O fato é que a geração dos anos 80 e 90 cresceu e parece continuar gostando do bom e velho hábito de colecionar figurinhas, mesmo em meio a tantos gadgets e costumes digitais que aniquilam o nosso convívio com as pessoas.

Em 2010, quando fui a um dos “flash mobs” de troca de figurinhas, eu vi de tudo: Adultos na faixa dos 30 anos (eu incluso), adolescentes, senhores, crianças, pais e filhos (estátuas e cofres e paredes pintadas) e até, pasmem, idosos. Tudo rolando numa boa, num alto astral incrível. A febre em 2010 era tanta que eu andava com meu bolo de repetidas no bolso. Lembro de uma vez que fui à casa de um amigo: estacionei o carro e, no trajeto entre estacionamento e apartamento, me deparei com uma galera trocando figurinhas. Não deu outra: me atrasei para o compromisso e lancei um “já to subindo, deixa eu terminar um esquema aqui”.

E agora?

Em 2014, percebo a febre está voltando com tudo: Meus amigos, em sua maioria, compraram o álbum (inclusive o pai de um deles). Nas redes sociais, vejo conhecidos também aderindo à febre: desde consultores a médicos, todo mundo quer “brincar” um pouco com as figurinhas da Copa.

É claro que tem gente que leva o hobby às últimas consequências: é o caso do jovem Lucas Rodrigues (leia aqui), estudante de educação física de Praia Grande, que gastou um barão para completar o álbum! Isso mesmo. É claro que ele vende as repetidas e ganha um troco com isso.  Exagero ou esperteza? Julgue por si só.

figurinhas3

Dicas para você que vai colecionar

Colecionar figurinhas é muito mais do que simplesmente ir até a banca e colá-las no álbum. Você vai precisar se organizar, catalogar e trocar. Aqui vão algumas dicas importantes pra você que vai começar a sua coleção (falou o manjericão das figurinhas).

Antes de tudo, é importante que você escolha o álbum a ser completado. Isso mesmo, caro leitor. Nesse ano, foram lançadas duas versões do álbum: a versão normal (para nós, pobres mortais) que é a que está disponível nas bancas e custa R$ 5,90 e a versão “luxo”, disponível nas livrarias, que conta com capa dura e pode ser comprada por módicos R$ 24,90.

Outra dica fundamental: se organize. Para trocar os cromos (ui) com rapidez, é imprescindível que você tenha em mãos uma lista das figurinhas repetidas e outra com as figurinhas que você ainda não tem. Isso facilita muito o seu trabalho, principalmente se você estiver em um local de trocas, onde tudo acontece muito rápido. O método tradicional continua sendo o bom e velho papel, seja à mão, seja com uma planilha de controle impressa. O que vale é ter a lista em mãos pra facilitar a sua vida.

No celular!

Agora, se você é do tipo que não larga o seu Android ou iPhone nem por decreto, uma boa dica é usar o aplicativo Panini Collectors, disponível na AppStore e na Google Play. Com ele você pode organizar a sua lista de forma bastante ágil: você inclui a lista de figurinhas que você já tem e, caso tenha mais de uma, ela vai automaticamente para a lista de repetidas. Se você for do tipo tecnológico, que acredita que alimentar listas é coisa ultrapassada, não precisa chorar: existe a opção de “reconhecer” as figurinhas com a câmera do celular (tipo um scanner de reconhecimento facial). Assim que são reconhecidas, elas já aparecem na sua lista. Se for repetida, o aplicativo pergunta se você deseja incluí-la na lista de…repetidas, é claro.

Eu usei esta opção e posso assegurar que o funcionamento é bastante eficaz: das cerca de duzentas figurinhas testadas, apenas duas não foram reconhecidas. Neste caso, basta fazer a adição manualmente. Agora, se você possui um Windows Phone, o jeito é usar o papel mesmo (desculpem, não resisti).

A dica final é: descubra um lugar para troca de figurinhas. Normalmente, as próprias bancas indicam o lugar mais próximo. Caso você não saiba de nenhum lugar, recorra ao facebook. Eventos e comunidades de troca estão lá, aos borbotões.

Pitaco Final

O hábito de trocar figurinhas da copa do mundo é extremamente saudável. Você vai se socializar e vai se tornar um cara organizado por alguns meses. É uma coisa que não custa caro. Além disso, é a oportunidade de se tornar parte de algo que só acontece a cada quatro anos. Esqueça um pouco o fato da Copa no Brasil estar repleta de denúncias de corrupção ou que o tal “legado da Copa” seja uma mentira. Aproveite, brinque e relaxe um pouco.

E lembre-se: estou esperando sua lista de repetidas!

Se inscreva em nosso canal!

Curta nossa fanpage

Últimos Posts
Good Omens | Crítica
  • 29 de novembro de 2019
Ford vs Ferrari | Crítica
  • 28 de novembro de 2019
Capitã Marvel | Crítica
  • 10 de março de 2019
FIFA 19 | Draft FUT Online
  • 30 de novembro de 2018
Red Dead Redemption 2 – O melhor jogo da minha vida
Login
Loading...
Sign Up

New membership are not allowed.

Loading...