Playstorm Assiste #4 – 24: Live Another Day Episódios 7, 8 e 9

Estamos chegando ao final da temporada de 24 horas e nada melhor do que um retorno da série à antiga os velhos tempos. A trinca de episódios analisados nesse post é fantástica, o que nos faz concluir novamente que Jack Bauer é foda!

Se você é avesso a spoilers, pique sua mula urgente, pois o texto está repleto deles.

A Paixão de Heller

Os três episódios funcionam como um “mini-filme” dentro da temporada. Temos aqui um Presidente Heller disposto a se entregar para salvar a humanidade. Se não temos o sangue e chicotadas do similar “Paixão de Cristo” de Mel Gibson, as lágrimas aqui não faltam.

E se o assunto é “Paixão”, vamos dividir a análise como se deve: O Jardim do Getsêmani, a Morte e a Ressurreição de Heller.

2400

Episódio 7 – Heller no Jardim do Getsêmani

O episódio anterior termina com a MI5 invadindo o quartel general de uma célula terrorista e prendendo todo mundo e tal. Baixada a poeira, Jack informa o Presidente de que o Primeiro Ministro deu ordens para que a intervenção fosse feita. Heller tem nova DR com o mesmo e ganha a promessa de que Jack não seria importunado enquanto interrogasse Simone Al Harazi no Hospital (me esqueci de contar que ela tinha sido atropelada no episódio anterior).

Os fatos mais marcantes do episódio: Jack interroga Simon e Margot toma conhecimento da situação. Ela resolve, então, explodir o hospital com a filha e a porra toda lá dentro. Descobrimos que a voz misteriosa que conspira com Navarro é Adrian Cross, um dos membros da célula hacker que nos foi apresentada nos primeiros episódios. O mesmo Adrian alerta Navarro de que o agente Jordan está ainda bisbilhotando os arquivos que não devia e Navarro decide mandar o jovem para o holocausto. Ele inventa uma missão qualquer para o garoto e trata de acertar que o mesmo seja apagado por um membro da “equipe de limpeza”.

Mas e o Getsêmani? Sim, no final do capítulo Heller contata Margot e faz a declaração bombástica: ele concorda em entregar a sua vida para que assim cessem os ataques.

2401

Episódio 8 – O Calvário de Heller

Jack Bauer é (obviamente) o escolhido para levar o plano de Heller a cabo: ele se entregaria em um estádio Wembley vazio e ali sua vida seria ceifada por meio de um míssil bem no meio de sua testa. Jack tenta dissuadir o Presidente, sem sucesso; ao revelar que é portador de Alzheimer, Jack fica sem argumentos. Ainda haveria a necessidade de acobertar o deslocamento do presidente e Mark – o genro – é o cara com a enorme bucha de ajudar a matar o próprio sogro. Pobre Audrey.

Enquanto isso, Simone Al Harazi está sob os cuidados médicos da CIA. Nova injeção de adrenalina para fazê-la falar (com arma apontada para o médico e tal) e Kate agora está de posse de uma informação importantíssima: o endereço do antigo QG dos Harazi´s e o local onde foram escondidos dados importantes que podem ajudar os queridos Yankees a retomarem o controle dos drones, tudo para evitar que o presidente entregue sua vida. Os dados são analisados ao mesmo tempo em que o pobre agente Jordan é ferido, luta com o assassino enviado por Navarro e o fere a bala, depois de ser esfaqueado. Morrem os dois, que lindo!

De volta a Wembley, Margot confere (via câmera drone) que é Heller quem está sozinho no gramado de Wembley. Com um controle de Atari, ela aperta o botão vermelho e o drone dispara um míssil que atinge em cheio o presidente. Está consumado.

2402

Episódio 9: A ressurreição de Heller

Choradeira da porra na embaixada americana. Audrey em prantos, o Primeiro Ministro com aquela atitude de inglês almofada tentando consolar todos os presentes e Mark – o genro – com a cara de que em menos de um dia estaria divorciado.

Margot cumpre sua parte do trato e vai derrubando drone por drone no mar. Para o alívio dos generais e demais militares presentes. Quando estava pra derrubar o último drone no mar, o garoto Harazi nota que existe um loop na imagem de Heller, o que denuncia uma montagem.

HELLER ESTÁ VIVO PORRA!

Bauer e Chloe forjaram a imagem e a introduziram na câmera do drone. Graças às informações conseguidas pela equipe que resgatou o tal HD deixado no antigo QG. Cacete de agulha, Jack continua surpreendendo e sendo o cara.

Aí né, não tinha como. O cara não ia perder a chance de ligar pra ex-mina e ser o primeiro a contar a novidade. Dito e feito. Todo mundo pirando, Audrey com suspiros apaixonados e Mark – o genro – cada vez mais pra escanteio. Tadinho!

Como Jack precisa por as mãos em Margot, ele precisa esconder o presidente da vista de todos até resolver o problema. O presidente então é entregue ao carequinha Belcheck. Eis que, de surpresa, vem uma das cenas mais fodas de todos os 24 horas. O Presidente entra no carro, todo boss, e diz a Belcheck: “Me leve até o Serviço Secreto”. Belcheck responde: “Jack mandou que o Senhor ficasse fora de circulação até que a situação fosse resolvida”. O Presidente retruca: “Estou lhe dando uma ordem direta”. Aí vem a resposta mais mítica de todos os 24 horas. “Senhor, não estamos em solo americano e eu não sou cidadão americano. Portanto, o Senhor não está em posição de me dar ordens”.

Poutaquepariu!

Neste meio tempo Jack chega de helicóptero ao endereço onde está Margot enquanto uma equipe liderada por Kate chega por terra. Tiroteios, armas, mortes e aquela coisa toda. Chloe, que foi quem localizou o endereço, diz a Jack que Margot está no quinto andar. O cara então pega uns cabos de alta tensão, amarra ao corpo e desce de rapel prédio abaixo.

O primeiro a ir pro vinagre é o menino Harazi, jogado janela abaixo por Jack. Ele então pega Margot pelo colarinho e a força a desativar o drone. Naquela altura já era impossível, uma vez que um míssil já tinha sido disparado em direção a uma populosa estação de metrô. Jack – instruído por Chloe – consegue desviar o míssil para o Tâmisa e a galera na embaixada pira novamente. O cara conseguiu. Pior pra Margot, que faz companhia para o filho, depois de ser atirada janela abaixo por Bauer.

A essa altura, Navarro já percebe que a casa dele está caindo. Ao falar com Cross, ele recebe a incumbência de trocar passaportes, documentos e dinheiro pelo tal dispositivo milagroso que, a essa altura, já está a caminho de seu escritório. A coisa complica ainda mais quando Kate recebe a informação de que Jordan pereceu e vai até o local investigar.

Jack chega ao FBI de posse do dispositivo e Navarro fica só na espreita pra por a mão no brinquedo. Kate manda a impressão digital do assassino de Jordan pra Jack (justo pra quem) e este descobre que o mesmo tinha ligações com Navarro. Eis o traidor desmascarado. Quando Jack olha pra sala onde estava o “device”, já era tarde. Navarro se mandou, Jack corre atrás mas é em vão. O homem se foi.

Jack tenta pedir a ajuda de Chloe, mas ela nega, ao alegar que já tinha feito sua parte. É o suficiente pra vermos ela beijar Adrian Cross. Eita porra!

Beep beep beep

Se inscreva em nosso canal!

Curta nossa fanpage

Últimos Posts
Good Omens | Crítica
  • 29 de novembro de 2019
Ford vs Ferrari | Crítica
  • 28 de novembro de 2019
Capitã Marvel | Crítica
  • 10 de março de 2019
FIFA 19 | Draft FUT Online
  • 30 de novembro de 2018
Red Dead Redemption 2 – O melhor jogo da minha vida
Login
Loading...
Sign Up

New membership are not allowed.

Loading...