Especial Rock in Rio 2015: Moonspell

Dando seguimento ao nosso especial sobre bandas que estarão no próximo Rock in Rio a ser realizado em nossa querida (nem tanto) terra brazilis, trago para vocês os portugueses do Moonspell. A banda subirá ao palco Sunset, onde rolam shows sempre de dois artistas de forma simultânea numa espécie de “Jam” organizada, no dia 25 de Setembro com participação de Derrick Green, vocalista do Sepultura.

O Doom Metal da Terrinha

Muitos classificam o som do Moonspell como Gothic Metal, mas eu particularmente acho que eles bebem muito mais da fonte do Doom clássico, mais denso e profundo. Fundada em 1992 na capital Lisboa pelo vocalista Fernando Ribeiro, o Moonspell se tornou de longe o maior expoente do heavy metal de Portugal. Com letras em inglês (tirando algumas poucas músicas cantadas em português) e sempre com suas temática voltada para o sobrenatural, a banda rapidamente conquistou seu espaço no cenário mundial, sendo considerada uma das maiores do gênero.

Um dos grandes motivos pelo qual sempre admirei o som da banda é a coesão de seus integrantes. Todos os integrantes sabem exatamente o seu papel dentro da identidade da banda, sem forçar nada. Os exageros passam longe do Moonspell e o minimalismo faz um bem danado para o som dos caras. Some isso ao vocal sempre preciso de Fernando e temos uma fórmula mais do que certeira.

20150327 Moonspell @ Coliseu dos Recreios Lisboa

Influências Portuguesas, Ó Pá!

Um aspecto muito interessante do som do Moonspell é a influência direta do lirismo português em muitas de suas composições. Você consegue perceber muito da música tradicional portuguesa nos arranjos de guitarra e baixo da banda. Uma bela forma de mesclar o som de sua terra natal sem soar forçado. Isso se torna ainda mais evidente nas músicas mais densas e lentas do repertório, sempre com timbragens no “chão”.

Espero um grande show do Moonspell, ainda mais com a participação do excelente Derrick Green. Os timbres de voz dos dois vocalistas tendem a encaixar perfeitamente. O repertório da banda é vasto. São 11 cds full, 2 eps e mais de 20 anos de estrada no currículo. Isso faz com que as expectativas de quem conhece o trabalho deles fique lá no alto. Tenho certeza que, por se tratando de um festival, eles virão com um set lotado de clássicos.

Para quem não conhece a banda, segue um clipe de uma das músicas obrigatórias para quem quer começar a curtir o som dos caras: Lickanthrope do disco Alpha Noir/Omega White de 2012.

Se inscreva em nosso canal!

Curta nossa fanpage

Últimos Posts
Good Omens | Crítica
  • 29 de novembro de 2019
Ford vs Ferrari | Crítica
  • 28 de novembro de 2019
Capitã Marvel | Crítica
  • 10 de março de 2019
FIFA 19 | Draft FUT Online
  • 30 de novembro de 2018
Red Dead Redemption 2 – O melhor jogo da minha vida
Login
Loading...
Sign Up

New membership are not allowed.

Loading...